Menu Lateral
 
Lagoa Dourada, 17 de Outubro de 2017 :: 17 visitantes online.

Análise de quatro nascentes de Lagoa Dourada conclui que a água não é potável

Publicado em 12/09/2017 16:23:14


Em março deste ano, o Departamento Municipal de Meio Ambiente enviou para análise a amostra da água de quatro nascentes localizadas no perímetro urbano de Lagoa Dourada, a Bica do Correio, a Fonte Padre Maurício (Cacimba), a Bica Dois Canos (Gamarra) e a Bica do Pereira. O resultado da análise, realizada pelo laboratório Hidrocepe e seguindo os critérios estabelecidos pela Agência Nacional de Águas (ANA), demonstra que a água das quatro bicas não é potável e seu consumo não é indicado.  

Emerson Gonzaga, Diretor do Departamento de Meio Ambiente, explica que para a água ser considerada potável ela deve atender alguns parâmetros como turbidez, pH e coliformes: “Infelizmente nenhuma das nascentes possui qualidade suficiente para serem potáveis. Elas deveriam atender critérios, principalmente na questão orgânica, e não atende. Foi constatado a presença de coliformes, presentes provavelmente por causa do não tratamento do esgoto da cidade e que acaba contaminando o lençol freático e automaticamente a água se torna não potável”.

Como é de conhecimento da maioria das pessoas, o consumo de água não potável causa diversos problemas à saúde humana, como diarreia infecciosa e cólera. Outra doença provocada é a esquistossomose (popularmente conhecida como “barriga d’água”) que é causada por alguns caramujos que, segundo o Diretor, teve a presença de focos detectada na Fonte Padre Maurício (Cacimba). “A Prefeitura, a princípio, recomenda que as pessoas não consumam a água das bicas analisadas. Entretanto, para outros fins, como lavagem de roupa, pode ser utilizada”, alerta Emerson .

A análise das águas das bicas foi a primeira etapa de uma série de ações previstas no Projeto de Revitalização das Nascentes, realizado pela Prefeitura. “Lagoa Dourada surgiu e criou-se aqui pela facilidade em ter água potável e a presença dessas bicas comprovam isso. A nossa intenção é fazer a revitalização arquitetônica de todas as minas, trazer de volta o valor cultural que elas sempre tiveram e manter a população informada sobre a qualidade da água. Futuramente, junto com a COPASA, nós devemos desenvolver algum projeto para torná-las potáveis”, esclarece o diretor.

 

 

 

http://lagoadourada.mg.gov.br


Mais Notícias

(c) 2017 - Prefeitura Municipal de Lagoa Dourada
Endereço: Rua Dr. Abeilard Pereira, nº 299 Cep: 36.345-000 - Cidade: Lagoa Dourada / MG
Tel.: (32) 3363-1122 - Email: gabinete@lagoadourada.mg.gov.br

Versão: 2017.04.10
Alternar para Versão Mobile
Desenvolvido por: